21 setembro 2011

Aconteceu em Paris!

Maison & Objet 2011

Nada fica de fora da Maison&Objet. Nos oito enormes pavilhões da mostra, que aconteceu de 9 a 13 de setembro em Paris, na França, é possível encontrar de tudo para decorar e equipar a casa. Nesta segunda edição da mostra bi-anual (acontece nos meses de janeiro e setembro), dedicada às coleções de inverno, chamam a atenção o número de produtos especiais para dar aconchego à morada: são tapetes e mantas de lã, móveis com estofamento de veludo, luminárias feitas de tecido e madeira, além de muitas peças feitas de materiais naturais e produzidas à mão. Um verdadeiro convite ao bem-viver!

O tapete Losanges, assinado pelos irmãos Bouroullec, é uma reinterpretação dos tapetes persas. Da marca espanhola Nani Marquina. 

O designer filipino Kenneth Cobonpue assina a cadeira Rapunzel, que remete às tranças da personagem da estória infantil no acabamento de tecido de microfibra.  

Papel marchê é a matéria prima para dar forma a essa galinha, chamada Poule Arabesques, que é pintada a mão. Criação do ateliê de arte reciclada Un Jeu de Jouets, da França. 

Produtos de acrílico são a especialidade da Acrila, que fabrica cadeiras, mesas, objetos decorativos e até bijuterias com o material. Na foto, a cadeira Tête de Mort, para os que gostam de dar um toque divertido à decoração.

 
Todo feito de bambu, o pendente Lump, da holandesa Ay Illuminate é o lançamento para a próxima temporada.
Sugesão para áreas externas da tailandesa Deesawat, a coleção Bootle remete ao formato de garrafas. Os móveis são feitos de madeira teca.

Ligação entre ocidente e oriente, a rota da seda é a fonte de inspiração da alemã Villeroy & Boch na criação desta linha de louças.
 
Tapete da marca suíça Feelfelt, especialista em tapetes de lã do tipo Shyrdak.

A linha de cadeiras Yume, assinada pelo designer francês Jean Marc Gady combina madeira e palhinha, com linhas bem contemporâneas. Também há versão com trama de fibra plástica. Fabricada pela Perrouin.

O pufe de algodão da marca italiana Claudia Barbari é tricotado 100% a mão.

Achei linda essa matéria e quis compartilhar com vocês. Eu adorei a galinha de papel marchê e fiquei encantada com os móveis em forma de garrafa para colocar em áreas externas, mas deve ser uma delícia sentar nesse pufe de algodão.
E você, o que mais gostou?

Um comentário:

  1. Mari, gostei de tudo, se pudesse ia lá buscar aqui pra casa.
    Agora o pufe italiano tricotado a mão...é fora de série!
    bjs

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! Ficarei muito feliz com sua participação.

Veja também